Ciclovias de São Paulo

Vamos falar de Ciclovias em São Paulo.
Paixão de alguns!!! Terror de outros!!!… Ainda não entendi pq tanta raiva de nós ciclistas, mas juro pra vocês que vou descobrir. 😉

Hoje em São Paulo, temos 3 tipos de Ciclo: Ciclovias, Ciclofaixa e Ciclorrotas. Existem algumas diferenças básicas entre elas, mas todas nos ajudam a pedalar com mais segurança pela cidade, chamando a atenção de quem passa de carro.

Ciclovia Marginal do Rio Pinheiros

Ciclovias: Hoje, na cidade de São Paulo, temos apenas 35km de ciclovias, 7% de tudo que foi previsto. Pouquíssimo se comparado a grandes centros urbanos em vários países. Pedalar por essas vias é complicado, porque além de dispersas, elas se iniciam em X lugar e 3km depois terminam, no nada… Muita coisa ainda precisa ser feita para melhorar os acessos e a continuidade delas entre as grandes avenidas. O trecho mais longo é da Ciclovia Marg. Pinheiros com aproximadamente 20km. Prefeitura e Governo, ta na hora de trabalhar hein?!?!

Ciclorrota de São Paulo

Ciclorrota: Mais desconhecida pela população da cidade, mas em plena atividade nas ruas de São Paulo, as ciclorrotas são caminhos mais tranquilos escolhidos para podermos pedalar sem tanta preocupação com o tráfego ao redor. Ruas mais arborizadas, menos movimentadas e que propiciam uma pedalada segura. No Google você encontra todo percurso em que essas ciclorrotas se encontram. A rota mais nova, inaugurada poucos meses atrás é a do Brooklin. Da uma olhadinha nas placas de sinalização e nas bikes pintadas no chão. É por ali que ta rolando a Ciclorrota. E essa semana será lançado oficialmente o mapa com o trajeto da Ciclorrota por toda São Paulo.

Ciclofaixa São Paulo

Ciclofaixa: A mais conhecida e queridinha de todos os bikers (ou odiada de todos os motoristas!!) A Ciclofaixa de São Paulo se tornou um marco na cidade. Todos os domingos está presente no cotidiano das pessoas que querem aproveitar o ar puro, a liberdade de passear e pedalar por Sampa. A Ciclofaixa tem 45km, ligando 3 parque principais – Parque Villa Lobos, Parque do Povo e Parque Ibirapuera. Também da pra pedalar pela ciclofaixa que vai até a Av. Roberto Marinho (Água Espraiadas). Em toda sua extensão passamos por botequinhos, burguerias, feirinhas com pastel e caldo de cana e vários postos de gasolina pra gente abastecer nossa garrafinha!! Além do mais, o Bradesco Seguros apoia o projeto e participa com os salva-bikes que nos ajudam caso precisemos de socorro como um pneu furado, um selim mal arrumado ou qq outro probleminha. Ah, e por aqui não dá só bike não!!! Tem skatista, tem quem curte patinar e tbm os corredores que aproveitam pra se exercitar!! =) E começa cedo: 7a.m já tem gente pedalando; e vai até as 4p.m. Dá pra aproveitar bastante!!

Essa semana li uma reportagem no Estadão que falava sobre o que os paulistanos querem de melhoria na cidade. Dentre os 19 temas selecionados, eles escolhiam 5 que eram de maior importância, e nessa escolha, a criação de ciclovias e incentivo ao transporte por bicicleta foi citado por 48,8% dos entrevistados. Isso nos mostra como nossa luta está cada dia ganhando mais adéptos!!

Fonte: Estadão.com.br / Vadebike.org

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s