Escape Trail Run – A corrida mais difícil da minha vida.

Antes de começar esse texto, eu tenho uma coisa pra dizer: Eu realmente me identifiquei com a corrida de aventura. Foi a melhor experiência da minha vida em corrida, e mesmo com as dificuldades que eu tive, eu acredito que é o que eu quero fazer pra sempre!! #iluvrun

Bom, vamos lá. Vou contar pra vcs cada pedacinho de terra dessa prova – que foi FODAAAAA!!!

A Escape Trail Run aconteceu em Campos do Jordão, SP. Pra quem não conhece Campos, lá estamos numa altitude acima de 1500m. Subindo as montanhas isso vai para mais de 1800m de altitude. Nada fácil pra quem está acostumado a correr na altitude de 700m de São Paulo.

Já na retirada do kit rolou uma palestra com o Felipe Romero, produtor da O2 e da prova, com dicas do percurso e da corrida. Foi bem bacana, pena que não consegui pegar a palestra do início.

A prova começava às 8h30 no domingo. Eu e Jujubs chegamos às 7h30 pra não ter nenhum problema com largada e guarda-volumes.
Logo na largada percebemos que a maioria ia pros 12K e as loucas aqui estavam com a elite pros 25K ahhahahahaha

Photo 07-09-14 08 47 598h30. Largamos. Já de cara enfrentamos uma piramba de 2,5km de subida. Muita gente. A galera já logo caminhou e travou um pouco no começo, mas nada que atrapalhasse o desempenho de ninguém, já que ninguém conseguia fazer mais do que um trotinho tímido. No km 3 entramos por uma trilha que congestionou com a escalada de uma pirambinha. Depois abriu pra uma estrada de asfalto e conseguimos enfim, correr um pouco.

4KM – ali entramos na divisão entre a galera que ia pro percurso de 12K e pra quem ia pro percurso de 25K. Logo que fizemos a curva, uma galera começou a berrar e nos aplaudir!! Achei muito bacana. Deu pra arrepiar e pensar: somos mesmo loucas!! kkkkkkk
Foram 2km de trilha e descida. Nesse trecho fomos ultrapassadas por um mocinho e nossos 2 amigos loucos, que estavam “atrasados” na corrida. Tchau hein?!?! Ahhahahahaha

6KM – e nos deparamos com a PIRAMBEIRA que nos mostrou pra que viemos! Se a inclinação era de 20% era pouco… e a subida era de pelo menos 1km!! Choooooraaaa!! Ali já comecei a sentir as costas e pensar em todos os treinos que pulei na academia. Nunca mais pulo treinos, juroooo!! Hahahahahahaha

Photo 07-09-14 09 42 08 Photo 07-09-14 09 42 157KM – chegamos ao topo (o primeiro topo)! Foi lindo. Era hora de conquistar alguns louros. As costas berravam e as pernas já estavam cansadas. Mesmo assim, ainda tínhamos 18km pela frente. Dali em diante, tivemos um descanso nas pirambeiras e conseguimos correr algumas descida e estrada de asfalto.

9KM – voltamos pra trilha, terra e subida. Esse momento estava um pouco mais fácil e eu já tinha mandado um BA e muita água pra dentro. Mesmo assim, as costas reclamavam. Era muito tempo inclinada para frente, correndo pelas trilhas de cascalho e terra. (aliás, vou fazer um post à parte só contando do meu tênis de trilha da Saucony) 😉

10KM – Eu berrei “Faltam 15”. Era um grito de alívio e desespero ao mesmo tempo. A cabeça começava a brigar com o corpo. Mesmo assim, ainda estava tranquila, administrando as dores nas costas e o cansaço.

12,5KM – Chegamos ao primeiro corte! Passamos por ele com 2hs de prova (o limite era 2h30). Pra mim, (e pelos meus treinos) estávamos indo muito bem. Paramos para reabastecer. Comi banana, um pedaço de maçã e tomei uns 300 goles de Gatorade! (como estava carregando uma garrafinha com água, preferi deixar o Gatorade lá mesmo). Era muita coisa pra carregar!!! rsss

13KM – dessa vez começamos a descer. Descer bastante. Descer tanto que até senti o joelho em alguns momentos – não de dor, mas de pressão mesmo. A corrida toda tinha muito terreno desnivelado, estrada de cascalho e pedras e trilhas com galhos e buracos. Tinhamos que prestar atenção onde pisávamos o tempo todo pra não torcer o pé. Um descuido e adeus prova.

15KM – a primeira cãibra. Do nada, senti uma fisgada nas 2 panturrilhas, ao mesmo tempo. Foi esquisito demais. Nunca tinha sentido aquilo correndo. Parecia que alguém tinha puxado minhas pernas. Gritei pra Ju e parei na hora. Fiz alongamento e duas meninas que nos acompanhavam me emprestaram Biofenac pra passar nas batatinhas. Nesse momento percebi que éramos as últimas da prova. Aquilo me deu um pouco de desespero. Mas como estávamos no tempo de prova normal, fiquei mais tranquila.

16KM ao 18KM – continuei correndo e bebendo bastante água, porém esse foi o momento mais difícil da prova. Minha cabeça queria desistir, meu corpo estava cansado demais, eu já não corrida nas subidas, minhas panturrilhas davam leves fisgadas que me faziam lembrar que a qualquer momento eu podia quebrar. Naquela hora, a amiga (e ANJA – Ana Paula) que tinha me emprestado o Biofenac, me emprestou dessa vez seu braço e suas sabedorias e começou a conversar comigo, a me ajudar a respirar, a caminhar, me incentivar e me deu BCAA pra eu tentar recuperar os músculos e conseguir terminar a prova. Depois ela voltou a correr com a amiga, e eu fui… comendo algumas castanhas e tentando acompanhar a Ju que corria na minha frente. Eu não sabia mais o que eu sentia: se era fome, dor, cansaço, cãibra… por um segundo eu parei, respirei e peguei força pra continuar em frente. Eu tinha que terminar aquela prova de qualquer jeito.

19KM – Quebrei. Logo depois que meu corpo parou por 1 seg, minha panturrilha gritou, gritou, gritou tão forte que eu até chorei (tô chorando de novo aqui escrevendo). A dor era muito grande, mas o desespero de não terminar a prova era maior ainda. Mas eu não conseguia colocar o pé no chão. Eu estava finalizada. Meu corpo não ia mais.
O pessoal da ambulância (que já estava atrás de mim) pediu pra eu entrar para fazer uma massagem e ver se melhorava. A Jujubs, que não saia do meu lado, ficou bem preocupada. Mas falei que estava bem, e que era pra ela continuar sem mim e terminar a prova.
“Vai amiga, corre por nós ahhahahaha”!!! (que pra mim tava foda)
Ali, do lado de fora da ambulância, apareceu o Felipe Romero, produtor da O2, perguntando se eu queria terminar a prova!! Lógico que eu queriaaaaa, era questão de honraaaaaa!!! Pois então, ele me colocou há 1km da chegada e falou pra ir andando que eu chegaria no final! o/ E lá fui eu!!!

20KM – Não foram 25K, mas foi como se tivesse sido. Eu terminei a corrida, cansada, com dor… mas terminei!! Photo 07-09-14 23 04 15Photo 07-09-14 14 16 13Essa corrida só provou pra mim que o corpo tem limite, que a cabeça tem sanidade e que o coração tem coragem!! Foram essas lições que aprendi e que tenho certeza que agora o que eu mais quero é encarar todas as pirambeiras que a vida me colocar na frente. Foram vários kms de pensamentos, de dores, de desafios, de coragem de só parar quando realmente não dava mais pra colocar o pé no chão. Tive a certeza que amigos existem e que anjos estão sempre ao nosso lado!

Foram 3h44 até a linha de chegada. De fome, de desgaste, de obstáculos, de respiração, de movimento. Foram 20Km de desafio puro!

E quer saber? Quero muito mais.
Dessa vez, estarei mais preparada pras pirambeiras. Treinos no Pico do Jaraguá, na Biologia da USP, na escada do prédio, na inclinação 20% da esteira, na musculação.
Noronha me aguarda com 21K de corrida e tempo máximo de 3hs! E é pra lá que eu vou!!!

(e que venha a ESCAPE TRAIL RUN 2015)!

Dicas extras:
Pra quem tá pensando em encarar uma prova dessa, vou dar umas dicas de ouro que vi, ouvi e senti!! rsss
– use meia de compressão. Eu estava sem, e viu no que deu, né? – já estou providenciando a minha.
– tenha petisco à mão (balas, castanhas, bolo da vó…)
– suplemente o corpo. Ele precisa de tudo que está perdendo. BCAA, Gel de Carboidrato, e outras coisitas que seu treinador ou nutricionista indicar.
– biofenac, cataflan, gelol…. qualquer coisa serve pra aliviar a dor nessa hora.
– treine, treine, treine subidas, descidas e mtas ladeiras.
– musculação – os músculos precisam estar muito fortes pra encarar as montanhas.
– e o principal: ÁGUA! A primeira coisa que ouvi quando tive os primeiros sinais de cãibra: “bebe água, muita água!!”

Anúncios

Um comentário em “Escape Trail Run – A corrida mais difícil da minha vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s