Recuperação – Fascite Plantar

Oi people… 🙂
Pra quem não sabe, eu estou em recuperação. Tristeeeee, mas muito necessário.

fisio-fasciteplantarMeus pézinhos tortos!! hihihihihi

Desde que corri na Escape Trail Run, fiquei com uma dor que me incomodava muito depois dos treinos. No começo achei que era reflexo das cãibras e os 20K em terreno desnivelado… Mas as dores no pé insistiam em continuar.

No final de semana seguinte à Escape Trail Run corri a Endless Boost Run da Adidas que rolou aqui em SP. A prova era novidade: 3 trechos divididos em 10K + 5K + 1K. Fiz o primeiro trecho tranquilo: 10K no tempo que estou acostumada. Só senti um pouco a posterior da coxa, mas nada que fosse preocupante. Nos 5K seguinte veio novamente a dor no pé. Era uma dor esquisita, do lado direito (do pé direito). Parecia que tinha pisado em alguma coisa muito forte. Mesmo assim, achei que era os reflexos de Campos (Escape Trail).

Decidi não correr durante a semana porque correria a PA (Maratona de Revezamento do Pão de Açúcar) no final de semana seguinte. Como faria 2 trechos novamente (5K + 10K) achei melhor poupar o pé.
Na semana senti dores que iam diminuindo com o passar das horas. Fiquei observando.

Então veio a PA. O tempo estava frio e a previsão era de chuva. Nada bom pra quem ficaria praticamente a manhã inteira correndo. Mas lá fui eu. Na alegria ou na chuva. Nem deu a largada e caiu O MUNDO em São Paulo. Todos os corredores ficaram COMPLETAMENTE encharcados. Toda a chuva que não caiu em SP durante 6 meses, caiu naqueles 10 minutos.
Logo percebi que meu tênis estava muito, muito molhado. (aliás, esse é um post que tenho que fazer a parte). Só pra lembrar, estava de Nike – fiquei bem decepcionada com a experiência, mas depois eu conto aqui os detalhes.

Meu companheiro de equipe chegou e logo foi minha vez de correr os primeiros 5K. Estava com frio, molhada e nada aquecida.
Não deu 5 minutos de corrida e comecei a sentir meus dedos… aliás, comecei a não sentir meus dedos dentro do tênis. Eu pisada na água, literalmente. Ainda chuviscava. Tentei não pensar muito e continuei correndo… A sensação era muito esquisita, mas fui. Entreguei a vez pra Ju e voltei pra aguardar o próximo trecho que teria q correr.
Durante esse tempo, meu pé melhorou, mas continuava encharcada. Quando saí pra correr os 10K, mal tinha passado do 1K e comecei a não sentir os dedos. Pensava: “meu Deus, vou perder minhas unhas”. Tentava mexer os dedos dentro do tênis pra ver se ainda os tinha ali. Queria chorar. Corri e caminhei algumas vezes. Tinha a certeza que meus dedinhos estavam mortinhos dentro do tênis. Pra piorar nos últimos 3K comecei a sentir cãibras e a dor no pé… mas não parei. Tinha que entregar meu trecho pro último da equipe.

Finalizei a prova querendo chorar!! Doía tudo. Pé, perna, batatinhas, e dor no coração. Foi o pior 10K da minha vida. Não tinha mais forças nem pra andar. Quando cheguei em casa vi que estava tudo bem com meus dedinhos… mas descobri que o tênis tinha água até as tampas. (depois explico tudo num post).

Esse dia decidi que iria procurar um médico ortopedista. Não era normal essa dor no pé.
Dei uma goolgada em tudo e imaginei que poderia estar com Fascite Plantar. Os sintomas eram muito parecidos.
O que é Fascite Plantar: inflamação do tecido denso na sola do pé, que ocorre pelo esforço excessivo da região.

fasceite_plantar_semtituloBatata!! Quando fui ao Ortopedista ele apalpou meu pé e já diagnosticou que SIM, poderia ser a Fascite Plantar. Mas também pediu que eu fizesse uma ressonância pra ver se eu não poderia ter alguma fratura no pé que estava me dando dores na hora de correr.
Ele me disse que teria que ficar 2 semanas sem correr. 2 SEMANAS. Aí eu disse: “Dr., então, o senhor não tá entendendo… eu tenho 25K pra correr na Maratona de SP… e mais 21K pra correr em Noronha em Novembro…!!!!”
Ele olhou pra mim e disse: “Seu treino será bike e transport. Você ficará no mínimo 2 semanas sem correr!!”

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!! Socorrooooo!!!!

Já providenciei a fisioterapia (já foram 3 sessões rssss)!!
Na quarta o Fisioterapeuta me perguntou: “Está sentindo falta da corrida?” – e eu “Muitaaaaaaa!!!” – e ele “Continue fazendo apenas bike e transport. Nada de correr.
Ele disse que essa dor do lado do pé, que eu sinto, é a defesa do corpo quando a fascite plantar aparece. O cérebro manda mensagem para que minha pisada mude pra não forçar a planta do pé.

Por isso meus amigos do cor… estou aqui, com crise de abstinência da corrida!!
Peguei pesado na musculação esses dias e semana que vem começa o treino pesado no transport e bike. Tava preocupada em machucar nessa semana!!!
Mas gentem, eu tenho 17 dias pra ficar boa pra Maratona de SP. E eu quero MUITOOOOOOOO correr a Maratona de SP…. Muito!!! 😦

Pra quem ficou curioso e quer saber mais sobre o que é Fascite Plantar, o site do EU ATLETA explica com mais detalhes. 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s