Corrida Igaratá 23K

Olá runners,

Vou relatar aqui um pouco da minha experiência na Corrida Igaratá 23K!
Fazia algum tempo que tinha me inscrito e estava mega ansiosa para essa corrida. Nunca tinha feito, mas já tinha visto nos vídeos do Programa Fôlego e da própria corrida que era uma prova rápida, sem trilhas, apenas com estradão de terra batida.
Minha intenção era melhorar minha performance em terrenos irregulares e correr mais livre. Então, Igaratá 23K seria a prova perfeita para isso.

 

Para os moradores de SP a retirada do kit rolou em SP mesmo, na loja Velocitá em Moema – (quarta e quinta) e nos finais de semana foi a vez da galera do interior retirar os kits nas cidades da região de Igaratá.
Ouvi muita gente reclamando que não era possível pegar os kits de SP no sábado ou no próprio dia da corrida. Fiquei pensando com meus botões: “Como a galera reclama né? Estão tirando o kit na própria cidade de SP, com todo conforto, 2 dias para escolher, e ainda estão reclamando!!” Povo realmente não sabe o privilégio de pegar o kit em SP. Enfim….

A corrida aconteceu no domingo, dia 20/03. Os corredores tiveram a opção de escolher entre 10K ou 21K. A corrida estava bem lotada, com inscritos para as duas distâncias.
Cheguei cedo para não ter problema nenhum com estacionamento e desespero pra começar a prova. Ajeitei minha mochila de hidratação com água gelada (que tinha congelado na noite anterior), alguns géis GU, biscoitinhos salgados da Bauducco e amêndoas. Também levei um dinheirinho caso precisasse no meio do caminho.

A largada foi um pouco tumultuada, mesmo separando por distância. Muitaaaaa gente pra largar. Mas depois fluiu bem. O tempo ajudou bastante, já que largamos com uma neblininha e apenas no meio pro final da prova que o sol resolveu dar as caras.

DCIM100GOPROG0230310.

Os 3 primeiros kms foram de descida. Como disse, tudo na estrada de terra batida. No início da subida já pudemos ver um ponto de hidratação (esse assunto hidratação vou fazer uma observação no final do post).

A subida durou mais ou menos 4km (até o km 7). Não era tão íngreme, mas também não era possível correr o tempo todo. Falo por mim. Mas muitos estão preparados para correr até o final. No final da subida também havia um ponto de hidratação.
Depois dessa subida era a descida em direção à represa. Contornamos boa parte da represa, descendo e correndo em terreno plano. Nessa parte da prova foi ótimo, porque consegui desenvolver um ritmo bom.

No km 13, ponto que era para ter hidratação, havia acabado tudo. Sorte a minha estar de mochila carregando minha própria água. Mas ali fique pensativa sobre o abastecimento nas corridas. Enfim… continuemos.

No km 15 mais ou menos, já rolava uma subida, encontrei com a Áurea e a Simone. Elas estavam gritando pra mim: “Coca-cola Carol!!” Ahhhh que tive até forças pra correr e alcançar aquela coca. Hummmm que delícia!!! Refrescante! Mas o mais engraçado foi onde as meninas compraram essa Coca: no restaurante da Dilma! rssss Foi só risada da coincidência né!?!? Dilma salvando nós da sede. hahahahahaha
Depois dessa coca teve bastante descida e no final, os 3kms de subida que já tinha visto nos vídeos e percurso da prova.

Finalizei a prova dentro do meu esperado. Muito feliz com a corrida… Foi uma delícia correr por Igaratá. Foram 23K. Estava cansada, como sempre, mas não foi uma corrida sofrida. Como diz a Simone: “Essa subida é uma inclinação!” rssss E de fato as subidas não eram nem de perto as piores que já percorri.

Igarata23K

Ganhamos medalha e açaí chupchup!! Nossa, refrescou até a alma hahahahaha

Pontos negativos e positivos da prova:

Ponto Negativo: Pontos de Hidratação. A organização da prova havia falado para todos os corredores levarem mochila de hidratação ou squeeze (o que muitos não fizeram). As reposições de águas eram feitas através de galões, com bombas. Até aí, ok. Só não avisaram os staffs que mesmo quem tivesse com pressa teria que aguardar sua vez para encher sua garrafa ou mochila. Na afobação, muitos staffs retiraram a bomba e viraram o galão para acelerar o processo de abastecimento. Com isso, muita água foi desperdiçada e a galera que vinha no final ficou sem água num dos pontos de hidratação, tendo que apelar para uma fonte de água no meio da prova. Muito chato isso!
Mesmo com todo esse erro, ainda me pergunto como muitos confiam no abastecimento e correm uma prova de 23km sem uma garrafa ou mochila de hidratação. É acreditar demais que nada vai sair errado, não é mesmo?

Ponto Positivo: Uma prova bem organizada, com sinalizações visíveis durante todo o percurso. Além do visual incrível da represa!

igarata-km13

Voltarei. Certeza. Agora para fazer a noturna.😉
Quem vem?!?!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s