Carbo Bom x Carbo Ruim

Todo mundo que faz dieta nessa vida já se perguntou: qual a diferença de carboidrato (ruim) simples e carboidrato (bom) complexo? Não existe muito mistério, mas é legal entender direitinho pra que serve cada um na hora de encaixar no seu cardápio.

Primeiramente é importante saber qual a principal função do carboidrato: fornecer energia para o organismo. Se essa energia não é consumida, logo o carboidrato se transforma em gordura. E a gordura a gente já sabe o que acontece né? Os indesejados pneuzinhos.
Com esse medo todo, muita gente elimina de vez os carboidratos da dieta. Isso pode causar alguns incômodos como dor de cabeça, irritação, cansaço físico/mental e alteração no humor.

Calma! Não entremos em pânico!
Vamos entender o que funciona pra que e como usa-los na nossa rotina diária.

Carboidrato Simples:
São feitos de moléculas de açúcar, que durante a digestão são quebradas facilmente se transformando em energia rápida para o organismo (aumento súbito da taxa de glicose no sangue (glicemia). Ideal para quem vai queimar esse açúcar na sequência (fazer uma corridinha, um crossfit, uma natação, um pedal).

Alguns exemplos: frutas, mel, açúcares, balas, arroz branco, macarrão, pão branco, compotas, refrigerantes, biscoitos, leites e derivados.

Carboidrato Complexo:
Também são feitos de moléculas de açúcar, mas a absorção é mais lenta pelo corpo (ocasionando aumento pequeno e gradual da glicemia). Mais aconselhado para quem está fazendo dieta de perda de peso e precisa se manter mais regrado, pois o organismo sente-se saciado por mais tempo.

Alguns exemplos: arroz, macarrão e pão integrais, grão de bico, maçã, batata doce, sementes, espinafre, brócolis, feijão, ameixa e mandioca.

O mais importante é ter o acompanhamento de um profissional.
Você irá entender o que é melhor para o seu corpo e o processo no qual você está passando. Há momentos em que o carbo simples será necessário, e haverá outros momentos que a opção será pelo complexo. Dependerá muito do seu objetivo final! 😉

Na verdade, não existe carbo bom ou carbo ruim.
Existe qual o melhor momento para ingeri-lo.

Peguei esse infográfico da Nutri Aline de Andrade que explica direitinho quais as funções de um e outro. 😉

carboidratos-complexos-e-simples

Fonte: Catraca Livre

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s